quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Sobram vagas para portadores de deficiência


Apenas 1,2% da população dos deficientes brasileiros está empregada. Só em Londrina sobram 1.739 vagas no mercado. De acordo com o último Censo, o Brasil conta com 24 milhões de pessoas com deficiência. Desse total, apenas 288.593, 1,2%, estavam empregadas no país até 31 de dezembro de 2008, segundo a Relação Anual de Relações Sociais (Rais), que indicam o número de trabalhadores com carteira assinada. No Paraná, no mesmo período havia 19.286 pessoas em atividade
No período de janeiro a junho de 2010, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), demonstra que 1.853 empregos para esse público foram criados, o que é muito pouco comparado com a meta nacional de 20 mil vagas.
Essa realidade chega até Londrina, onde por ano teriam de ser contratados 2.400 portadores de deficiência. ´´Aqui, 149 empresas são obrigadas a contratar os portadores de deficiências, mas nem todas conseguem preencher a cota determinada. Hoje apenas 661 vagas estão preenchidas´´, informa Rogério Perez Garcia Junior, chefe da fiscalização do Ministério do Trabalho.
O gerente de Recursos Humanos da Pado, Sebastião Ovídio Gonçalves, concorda que a dificuldade em encontrar mão de obra está relacionada com a qualificação profissional. ´´Muitos deficientes recebem do governo uma bolsa auxílio, com isso preferem ficar em casa à se qualificar´´, argumenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário